O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Bom dia! Hoje: Sábado, 25 de Outubro de 2014 - 03:31
Etsus e ABO-PA formam turma de técnicos em Saúde Bucal

A Escola Técnica do SUS (Etsus), em parceria com a Associação Brasileira de Odontologia (ABO-PA), formou a 1ª turma de 45 técnicos em Saúde Bucal (TSB) na área de abrangência da 11ª Regional de Saúde, com sede em Marabá.

O curso de TSB beneficiou auxiliares de Saúde Bucal de 15 Secretarias Municipais de Saúde da região das 22 existentes, pois cinco municípios não liberaram profissionais para o curso. Assim, participaram profissionais dos municípios de Abel Figueiredo, Brejo Grande do Araguaia, Bom Jesus do Tocantins, Breu Branco, Canaã dos Carajás, Eldorado dos Carajás, Marabá, Novo Repartimento, Palestina do Pará, Rondon do Pará, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia, São João do Araguaia, Tucuruí e Dom Eliseu.

Com duração de um ano e meio, todos os módulos do curso foram realizados em Marabá, para onde mensalmente os alunos tinham que se dirigir.

A solenidade de formatura aconteceu na tarde do dia 28 de julho, no auditório da Faculdade Metropolitana, em Marabá, contando com a presença do secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco; do diretor da Etsus, Raimundo Sena, da representante da ABO-PA e do CRO-PA, Marlene Ribeiro de Oliveira, do diretor da 11ª Regional, Pedro Corrêa, do deputado estadual João Salame, da secretária municipal de Saúde de Bom Jesus do Tocantins, Viviane Meireles, da gerente pedagógica da Etsus, Izabel Oliveira, além de familiares dos formandos, secretários municipais de Saúde e convidados.

A turma teve como juramentista a concluinte Jamira Freitas Nascimento; e como oradora a formanda Valderene Dourado, que enfatizou o esforço de todos, enfrentando muitas dificuldades ao longo de mais de um ano até chegar a formatura. Ela agradeceu a Deus, aos professores e familiares pelo apoio recebido durante a longa caminhada.

A representante da ABO-PA, Marlene de Oliveira, disse aos novos TSBs “que continuem perseverantes na profissão abraçada e na dedicação em se manter atualizados na arte e missão de cuidar, no acolher e proporcionar aos nossos pacientes uma condição de saúde que os orgulhe tanto quanto a todos nós. Vocês semearam e esta é apenas a primeira colheita. Que vocês, a partir de agora, possam ter tranqüilidade, organização e responsabilidade para exercer esta nova profissão com muito amor, sempre dentro dos preceitos éticos com os pacientes, colegas e toda a equipe odontológica”.

Marlene fez agradecimento especial à Etsus na pessoa do seu diretor, Raimundo Sena, “por sua capacidade de trabalho e determinação em promover a qualificação de trabalhadores da saúde paraense e que enfrenta, certamente, muitos desafios diante de demandas complexas a que o setor apresenta e que tomam dimensões superlativas diante de iniquidades históricas que fazem de nosso Estado um dos mais desiguais e que repercutem na condição de saúde de muitas pessoas”.

Ela reiterou a missão da ABO-PA que é: “promover a odontologia nacional e internacionalmente, valorizar o profissional no contexto técnico-científico e sociocultural, e contribuir com as políticas de promoção de Saúde Bucal da População. E agradeceu à presidente da ABO-PA, Lucila Pereira, por dividir com ela a grande responsabilidade de contribuir com esta formação a qual extrapola em muito a condição de professora. “Por sua correção ética, dedicação, de organização e seriedade em lidar com o saber humano”.

Marlene agradeceu, ainda, à secretária municipal de Saúde de Marabá, Joelma Sarmento, à coordenadora de Saúde Bucal de Marabá, Maria Rosália Brito, e a todos os professores e preceptores do curso.

Como representante do Conselho Regional de Odontologia (CRO-PA) na região, Marlene Oliveira também levou a mensagem do presidente do Conselho, Roberto Pires: “desejo a todos os formandos que alcancem todos os objetivos propostos, especialmente, no que tange a ser um profissional comprometido com a saúde do próximo, mas acima de tudo comprometido com a responsabilidade e a ética profissional”.

O secretário de Saúde, Helio Franco, agradeceu à Etsus e ABO-PA pelo empenho em realizar o curso, que é prioridade dentro da Sespa.

Ele disse que fez questão de prestigiar o evento porque conhecimento e formação são fundamentais no SUS. “Não adianta tecnologia avançada sem gente qualificada para trabalhar”, alertou, “formação é o que nós precisamos no Estado”, acrescentou.

Aos formandos, Helio Franco frisou a importância da humanização dizendo que “há necessidade de um trabalho integrado e na área de saúde um gesto vale mais do que mil remédios, precisamos cuidar da saúde bucal, cuidar das pessoas. As pessoas sabem e percebem se estamos fazendo as coisas com preocupação. É preciso gostar de fazer”.

O secretário também lembrou que a saúde bucal precisa estar integrada às demais áreas da saúde, porque muitas doenças bucais podem afetar o corpo como a endocardite bacteriana. Daí a necessidade de os profissionais trabalharem com respeito e ética a prevenção e promoção da saúde, para conquistarem a credibilidade da população.

O diretor da Etsus, Raimundo Sena, agradeceu à ABO-PA pela parceria e a toda equipe da Etsus, especialmente, à gerente pedagógica Izabel Oliveira, pela realização do curso. “É um dia extremamente alegre, hoje, vocês estão ganhando como profissionais, mas com certeza quem está ganhando é a população”.

Segundo Sena, por muito tempo a Saúde Bucal foi relegada a segundo plano, porém, há dez anos, começou a ganhar força e importância no SUS. No Pará, o desafio está na Atenção Primária, que precisa compor equipes completas de Saúde Bucal, para oferecer melhor atendimento à população sendo a falta de TSBs uma das dificuldades enfrentadas.

Ele disse que a Etsus, então, tomou para si este desafio, lançando cinco turmas de formação de TSB, nos municípios de Marabá, Castanhal, Conceição do Araguaia, Capanema e Brasil Novo, contribuindo para o avanço da Política de Saúde Bucal no Pará.

O deputado João Salame

parabenizou os formandos e disse que a saúde pública ainda é percebida pelos serviços de saúde e não pela prevenção, portanto a formação e qualificação são fundamentais. 

A cerimônia encerrou com a entrega simbólica dos diplomas aos concluintes pelos componentes da mesa.


Autor: Roberta Vilanova
Fonte: Ascom/ABO-PA